Matéria falsa de 1º de abril causa pânico na Jordânia

A matéria de primeira página do jornal jordaniano "Al Ghad", no dia 1º de abril, deixou muitas pessoas em pânico e quase levou à evacuação de uma cidade, disseram hoje funcionários do governo. Segundo o jornal, alienígenas de quase três metros de altura, em discos voadores, teriam aterrissado nas proximidades da cidade de Jarf, a cerca de 300 quilômetros da capital Amã. A matéria dizia que os discos voadores iluminaram toda a cidade e interromperam os sistemas de comunicação, além de fazer assustados moradores correrem pelas ruas.

AE-AP, Agência Estado

05 de abril de 2010 | 17h07

O prefeito de Jafr, Mohammed Mleihan, foi surpreendido pela notícia e enviou equipes de busca para procurar os alienígenas. "Estudantes não foram para a escola, seus pais estavam com medo e eu quase evacuei a cidade de 13 mil moradores", disse Mleihan. "As pessoas temiam que os alienígenas as atacassem." Um funcionário de segurança jordaniano afirmou, em condição de anonimato, que um plano de emergência quase foi decretado em Jafr.

Mleihan disse que pode processar o diário por sua "mentira", mas lembrou que o jornal pediu desculpas pela inconveniência causada pela piada. O editor-chefe do "Al Ghad", Moussa Barhoumeh, tentou acalmar as coisas, afirmando que a matéria ganhou "proporções muito grandes". "Nós queríamos divertir, e não assustar as pessoas."

Guerra dos Mundos

Orson Welles provocou pânico semelhante, em 1937, com sua famosa leitura no rádio de "Guerra dos Mundos". A interpretação ao vivo da falsa notícia de uma invasão marciana provocou histeria entre os ouvintes, que pensaram que se tratava da narração de um ataque verdadeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.