Mauritânia lança ofensiva militar contra Al-Qaeda no Magreb Islâmico

Quartel atacado pela rede terrorista mobilizou suas forças a região desértica na fronteira com o Mali

Efe,

17 de setembro de 2010 | 20h55

NUAKCHOT- A Mauritânia lançou nesta sexta-feira, 17, uma operação militar no leste do país, próximo a fronteira com o Mali, contra membros da Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQMI), informaram fontes militares à Efe.

 

Veja também:

especialEspecial: As franquias da Al-Qaeda

 

O ofensiva do Exército mauritano acontece em uma região desértica ao norte da cidade maliense de Tombuctú.

 

Segundo os oficiais, o quartel de Nema, que foi atacado no fim de agosto pela Al-Qaeda, mobilizou seus efetivos até a área.

 

Em um comunicado divulgado no início de setembro, a AQMI afirmou que o atentado de Nema foi realizado "em resposta a morte de seis combatentes na operação militar franco-mauritana" de julho passado, após a qual a rede terrorista executou o francês sequestrado Michel Germaneau em represália.

 

En Nuakchot, segundo indicaram fontes militares à Efe, o Exército e a polícia bloquearam o tráfego de veículos em frente a suas sedes, mas não foi dada nenhuma explicação oficial sobre a operação militar.

 

A AQMI também é suspeita de ter sequestrado ontem cinco cidadãos franceses e dois africanos no Níger.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.