Mauritânia liberta presidente deposto

O presidente deposto da Mauritânia, na África, Sidi Ould Cheikh Abdallahi, foi libertado ontem depois de permanecer por quatro meses e meio em prisão domiciliar. Abdallahi começou a trabalhar imediatamente. Ele se reuniu com membros do seu governo e simpatizantes para discutir planos para "restaurar seu poder", disse Kaber Ould Hamoudi, secretário de governo do presidente. "Vai ser uma luta pacífica, uma batalha diplomática, tanto dentro quanto fora do país", disse Hamoudi.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.