AFP PHOTO / Adrian DENNIS
AFP PHOTO / Adrian DENNIS

May disse que Corbyn se tornaria premiê se ela perdesse deputados no Parlamento

Primeira-ministra afirmou em maio que se perdesse "só seis deputados", Corbyn negociará (o Brexit) com presidentes, premiês e chanceleres europeus"; ela perdeu 12

O Estado de S.Paulo

09 de junho de 2017 | 16h27

LONDRES - Três semanas antes da eleição britânica, a primeira-ministra Theresa May escreveu um post em sua conta no Facebook no qual afirmou que se perdesse seis deputados, perderia a eleição e o líder trabalhista, Jeremy Corbyn, seria o responsável pelas negociações do Brexit. 

Após a eleição, o alerta da premiê se concretizou. O Partido Conservador perdeu 12 deputados e agora depende do Partido Democrático Unionista da Irlanda do Norte (DUP) para formar um governo.

"Se eu perder só seis deputados, Corbyn negociará (o Brexit) com presidentes, premiês e chanceleres europeus", disse. "Qualquer um que tivesse dúvidas agora sabe, com o programa de governo trabalhista e do meu o que está em risco."

Diante da derrota política de May, Corbyn passou a pressioná-la pela renúncia. Se ela não conseguir se aliar aos unionistas, terá de liderar um governo de minoria, negociando passo a passo o apoio para seus projetos de leis. Essa alternativa, dizem analistas, pode ser prejudicial para suas intenções nas negociações do Brexit. 

Dentro do próprio Partido Conservador, a aposta fracassada  de May em antecipar as eleições e aumentar a bancada tem sido mal vista. A premiê disse hoje que não vai renunciar e pretende reformar seu gabinete. / AP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.