McCain aposta em reação diante de Obama na reta final

O candidato republicano John McCain insistiu hoje que está reagindo e derrotará o candidato democrata Barack Obama na disputa pela presidência dos Estados Unidos. Enquanto McCain se concentra na reta final da campanha nos Estados tradicionalmente republicanos, Obama investe tempo e dinheiro em Estados em que o presidente George W. Bush venceu, há quatro anos.Obama concluiria um giro pelo Oeste do país, com dois comícios em Colorado. Este é um dos três Estados da região em que há forte disputa, mesmo que inicialmente fosse apontada vantagem para os republicanos - os outros dois são Nevada e Novo México. McCain representa o vizinho Arizona no Senado há quase 25 anos.Já o candidato republicano concentrou-se hoje no Iowa, Estado do Meio-Oeste em que perdeu um pouco de espaço para o senador por Illinois. Seus assessores afirmam que a vantagem de Obama nesse Estado é menor que a apontada pela maioria das sondagens. McCain faria hoje dois comícios em Ohio. Nenhum republicano conseguiu vencer a eleição sem conseguir o apoio de Ohio desde Abraham Lincoln, em 1860. Além disso, eleitores desse Estado votaram no vencedor da eleição geral nas últimas 11 eleições. Por isso Ohio é considerado crucial na corrida eleitoral.McCain, um ex-veterano da Guerra do Vietnã, disse hoje, em entrevista à emissora de TV NBC, que sua campanha estava "indo bem". "Nós nos aproximamos na última semana", afirmou o republicano. "Continuaremos muito competitivos em muitos dos Estados cruciais.""Essa será uma corrida (eleitoral) muito acirrada, e eu acredito que ganharei", previu McCain. Além disso, ele defendeu sua companheira de chapa, a governadora do Alasca, Sarah Palin, avaliada por alguns como inexperiente e despreparada para a função. "Ela é exatamente o que Washington precisa."Enquanto isso, Obama usava sua arrecadação recorde para investir em publicidade e consolidar a vantagem apontada nas pesquisas. Em um anúncio veiculado na televisão hoje, a campanha democrata afirma que o rival está "sem idéias" e "com pouco tempo". Além disso, acusa a campanha adversária de usar boatos para ganhar votos.Uma pesquisa da revista Newsweek apontava Obama com vantagem de 53%, ante 41% de McCain na votação geral. A sondagem foi realizada entre 22 e 23 deste mês. As eleições americanas ocorrem em 4 de novembro. Eleitores dos 50 Estados dos EUA escolhem seus candidatos, porém a eleição é indireta. Esses votos formarão o Colégio Eleitoral, que finalmente apontará o vencedor. Na maioria dos Estados o vencedor leva todos os votos correspondentes no Colégio Eleitoral - exceto Maine e Nebraska, onde a divisão é proporcional. O número de delegados por Estado é proporcional à população de cada área. As informações são da Associated Press.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.