McCain corteja hispânicos e lança website em espanhol

O candidato do Partido Republicano àPresidência dos Estados Unidos, John McCain, dirigiu-se aoshispânicos nesta segunda-feira procurando ganhar um eleitoradoque se afastou do partido e pode ser decisivo em alguns Estadosna votação de novembro. A campanha do senador pelo Arizona lançou um site emespanhol para marcar o dia do festival mexicano do Cinco deMayo e McCain disse a jornalistas que "tudo sobre nossoseleitores hispânicos é feito sob medida para a mensagemrepublicana". "Estou confiante de que me sairei bem", disse. "Eu conheçoseu patriotismo, sei de seu respeito pela família, da defesa emfavor da vida, sei dos aspectos do pequeno negócio doseleitores hispânicos." O apoio hispânico ao Partido Republicano diminuiu nosúltimos meses, seguindo uma árdua batalha contra imigraçãoilegal. Parlamentares republicanos negaram um projeto de lei quecriaria um caminho para a cidadania para muitos dos 12 milhõesde imigrantes ilegais, muitos deles de origem hispânica,vivendo nos EUA. O apoio de McCain por uma revisão ampla das leis deimigração, o que também colocaria imigrantes ilegais no caminhopara a cidadania norte-americana, irritou muitos conservadoresde seu partido. Ele depois disse que o Congresso deveriaprimeiro focar na segurança da fronteira. Um relatório do Pew Hispanic Center de dezembro constatouque 57 por cento dos eleitores hispânicos se consideravamdemocratas, enquanto 23 por cento se consideravam republicanos. A vantagem dos democratas é de 34 pontos percentuais. Emjulho de 2006, os democratas tinham uma vantagem de 21 pontos. O voto dos hispânicos pode ser crucial nas eleições denovembro contra a candidatura democrata, de Barack Obama oudeHillary Clinton, principalmente em Estados como a Califórnia,Flórida e Colorado, que têm grande população latina. (Reportagem de Tim Gaynor)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.