McCain deve anunciar amanhã o vice para sua chapa

Os rumores de que o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, John McCain, já definiu seu vice e divulgará o nome amanhã se intensificaram hoje. Enquanto algumas facções fazem lobby por um vice-presidente com fortes credenciais nas áreas de economia e segurança, parece haver também uma forte pressão das bases republicanas por um parceiro que represente as tradições conservadoras do partido. Isso parece ir contra a escolha de Joseph Lieberman, amigo próximo de McCain. Lieberman, ex-democrata, vice na chapa de Al Gore em 2000, que se desentendeu com o Partido Democrata por causa da guerra no Iraque, seria o primeiro candidato judeu num grande partido em disputa à presidência e, acredita-se, poderia ajudar McCain a conquistar votos dos independentes, especialmente em Estados como grandes comunidades judaicas, como a Flórida. Mas escolher o senador independente seria "um desastre para todos envolvidos e especialmente para o Partido Republicano", disse o influente colunista conservador Robert Novak. Escolher Lieberman ou outro candidato como Tom Ridge, que também apóia o direito ao aborto, segundo o colunista, "poderia desencadear fortes críticas das bases conservadoras do partido". Outros apontam para o governador de Minnesota, Tim Pawlenty, 47, cuja idade contrabalançaria a de McCain na chapa republicana. Pawlenty é bem visto por conservadores por sua posição antiaborto e background evangélico. A campanha de McCain planeja um evento amanhã no estado-chave de Ohio, esperando conquistar as manchetes e desviar a atenção do discurso de aceitação de Obama na noite de hoje. Grandes eventos também estão planejados em dois outros estados importantes - Pensilvânia e Missouri - antes da convenção republicana em Saint Paul, Minnesota, que começa na segunda-feira. Também no alto da lista de possíveis candidatos a vice de McCain aparece o ex-governador por Massachusetts Mitt Romney, que perdeu para McCain nas primárias, mas desde então tem apoiado decididamente o ex-rival. Um self-made milionário, cujo pai foi governador de Michigan, Romney é também apontado como salvador da Olimpíada de Inverno em Salt Lake City, realizada com sucesso em 2002 depois de ser ameaçada por uma série de escândalos. "O governador Romney ajudaria a compensar a falta de experiência econômica de McCain", disse Heath Hall, analista político do influente e conservador centro de estudos Heritage Foundation.AniversárioPerdido entre o frenesi que deverá causar o discurso de Barack Obama e a escolha do vice para a chapa de John McCain estará outro grande marco da campanha presidencial: o 72º aniversário do candidato republicano na sexta-feira. A idade tem sido apontada como um empecilho a McCain na corrida pela Casa Branca. Segundo "The Wall Street Journal", a campanha de McCain espera enterrar a notícia do aniversário no anúncio de seu companheiro de chapa, mas os democratas buscarão uma forma diferente para marcar o dia. Eles planejam celebrar o septuagenário todo o fim de semana, acusando-o de estar próximo do presidente George W. Bush com festas sob o tema "Mais do mesmo" na sexta-feira e no sábado em Estados importantes, como Ohio e Pensilvânia. Uma fonte do Partido Democrata disse que autoridades locais e eleitores vão entregar bolos de aniversário com 72 anos nas festas, com os dizeres "Outro ano de mais do mesmo". As festas vão acontecer em Dayton e Youngstown, Ohio; Pittsburgh, Erie, Washington e Harrisburg, Pensilvânia; Denver; Phoenix; e Washington DC. O porta-voz da campanha de McCain Tucker Bounds não quis comentar sobre as festividades. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.