McCain diz que é preciso 'falar bem' do dólar

O candidato republicanoà Casa Branca, John McCain, disse que é preciso "falar bem" dodólar e tomar medidas imediatas para revalorizá-lo, comoestaria fazendo o presidente do Fed, Ben Bernanke. "Temos de falar bem do dólar, obviamente, e estou contentepelo que Bernanke fez outro dia, e [temos de] tomar certasmedidas de curto prazo para tentar fortalecer o dólar", disseele a eleitores numa cidade de New Hampshire. McCain não especificou que medidas têm em mente, masenfatizou os problemas acarretados pelo dólar desvalorizado. "Quando o dólar se enfraquece, o custo de um barril depetróleo sobe, a pressão inflacionada aumenta", disse McCain. Em longo prazo, disse ele, a solução passa por reduzir osgastos públicos. "O problema fundamental é que temos um governoque gasta descontroladamente, e quando você incorre em déficitstem de emprestar dinheiro, e não podemos continuar gastando odinheiro na forma como fazemos." Numa rara manifestação do Fed sobre o valor do dólar,Bernanke afirmou na semana passada que o BC norte-americano e oDepartamento do Tesouro continuam a "monitorar cuidadosamente"o mercado cambial, e que o Fed está "atento" ao risco de que adesvalorização da moeda alimente a inflação. Embora o Fed tenha autonomia em suas decisões, oDepartamento do Tesouro estabelece a política cambial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.