McCain e Romney reivindicam posto de 'verdadeiro conservador'

O senador JohnMcCain e o autoproclamado azarão Mitt Romney discutiram nasegunda-feira para saber quem é o verdadeiro conservador doPartido Republicano, trocando farpas um dia antes da"superterça", da qual um dos dois pode surgir como o candidatofavorito dessa legenda para disputar o comando dos EUA. Esforçando-se para permanecer no embate, Romney realizou umúltimo esforço na Califórnia --um Estado no qual aposta vencer,conforme indicam pesquisas recentes que o mostram à frente dosenador pelo Arizona. "Um dos motivos pelos quais voltei à Califórnia é o fato deeu saber que os republicanos da Califórnia importam-seprofundamente com aquilo que define o Partido Republicano",afirmou, em um comício noturno realizado em um hangar de LongBeach, no Estado. Romney, ex-governador de Massachusetts, tenta se valer dodescontentamento existente entre alguns conservadores quequestionam o passado de McCain, que votou contra o corte deimpostos defendido pelo presidente George W. Bush e que mantémuma postura moderada em relação aos imigrantes ilegais. "Muitas pessoas disseram que a disputa estava nas mãos dosenador McCain. Mas, em todo o país, os conservadores uniram-see afirmaram: 'Sabe de uma coisa, não queremos o senador McCain.Queremos um conservador na Casa Branca"', disse Romney emNashville, no Tennessee. McCain atacou Romney em um comício de campanha realizado emHamilton, Nova Jersey, afirmando que o adversário implementou"um grande esquema público de saúde" quando governouMassachusetts. O senador diz que sempre defendeu uma redução de gastos dogoverno federal e a adoção de medidas duras para enfrentar oextremismo islâmico --posturas que descreveu como centrais parao conservadorismo. "De forma que tenho orgulho de minha atuaçãono Senado na qualidade de um conservador decidido." McCain mantém-se à frente nas pesquisas de vários Estados epode sair da "superterça" como o provável candidato dosrepublicanos para as eleições presidenciais de novembro. Mas os dois pré-candidatos travam uma batalha dura naCalifórnia, um Estado importante entre os 21 que realizamprévias republicanas na terça-feira. "Vamos entregar aos liberais de nosso partido uma pequenasurpresa na terça-feira à noite, quando vencermos naCalifórnia, na Geórgia e em outros Estados do país", afirmouRomney, em um comício realizado em Atlanta, Geórgia. Os dois pré-candidatos alteraram suas agendas na últimahora a fim de realizar eventos na Califórnia uma vez mais--Romney na segunda-feira à noite e McCain na terça-feira àtarde. "Se eu conquistar a Califórnia, vocês terão um conservadorna Casa Branca", afirmou Romney em Nashville. McCain não prometeu vencer no Estado, afirmando estarconfiante em seu bom desempenho no país todo. Já Romney gastou milhões de dólares com peças de propagandaveiculadas na Califórnia. "Sabemos que isso será difícil. Mas,quando olhamos para todos os Estados, de costa a costa, ficamosotimistas", afirmou. (Reportagem adicional de Steve Holland)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.