McCain enfrenta o desafio de continuar em evidência

Agora que se consolidou como ocandidato presidencial republicano, John McCain, senador peloArizona, precisa arranjar um jeito de se manter em evidênciaenquanto a tensa batalha democrata chama toda a atenção parasi. O perigo é que o conflito épico entre Barack Obama eHillary Clinton pela nomeação do Partido Democrata domine amídia, deixando McCain de lado. É um assunto que diz respeito aos assessores de McCain, maseles acreditam que serão capazes de manter o foco no senador doArizona ao mesmo tempo em que arrecadam o dinheiro necessáriopara a campanha e trabalham para unir o Partido Republicano afavor do candidato. "É preciso se importar com isso (a atenção da mídia)",disse um assessor de McCain, Charlie Black. "Mas acho que aresposta é que temos de sair e fazer notícia." McCain disse à jornalistas na Flórida que "será maisdifícil, obviamente" manter visibilidade nacional. "Mas aomesmo tempo terei uma oportunidade de sair e conquistar nossabase de suporte, unir nosso partido e energizá-lo", declarou. Espera-se que McCain faça dois ou três discursosimportantes nos próximos meses, ressaltando suas posições sobrea segurança nacional, a economia dos Estados Unidos e o sistemade saúde. Ele também aproveitará para contrastar suas posições com asdos democratas, e mais para frente passará pelo processo deescolher um vice presidente para a campanha. (Reportagem de Steve Holland)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.