McCain promete anunciar vice hoje

Campanha tem dificuldade para lotar os 10 mil lugares do ginásio onde será apresentado o companheiro de chapa

Patrícia Campos Mello, DENVER, O Estadao de S.Paulo

29 de agosto de 2008 | 00h00

O candidato republicano John McCain deve anunciar o vice-presidente de sua chapa hoje, ao meio-dia, em Ohio. McCain quer atrair parte das atenções voltadas para a Convenção Democrata. No topo da lista do republicano estão o ex-governador de Massachusetts e rival de primárias, Mitt Romney, o senador independente e ex-vice na chapa do democrata Al Gore em 2000, Joe Lieberman, e o governador de Minnesota, Tim Pawlenty. Um assessor de McCain informou que o companheiro de chapa já foi escolhido. O favorito dos analistas é Pawlenty, que ontem cancelou abruptamente e sem qualquer explicação todas as entrevistas que daria hoje a jornalistas. Baseados na famosa imprevisibilidade de McCain, observadores também não descartaram uma surpresa, como o ex-governador da Pensilvânia Tom Ridge, o deputado Eric Cantor, a senadora Kay Bailey Hutchison ou a empresária Meg Whitman.Segundo boatos que corriam ontem na Convenção Democrata, em Denver, a campanha de McCain poderia vazar o nome do vice para a imprensa pouco depois do discurso do senador Barack Obama, realizado ontem, como forma de diminuir o brilho da noite democrata. Ao contrário de Obama, que teve mais de 30 mil pessoas na lista de espera para entrar no estádio Invesco, que tem capacidade para 75 mil espectadores, a campanha de McCain está tendo dificuldades para reunir gente suficiente para lotar um ginásio de 10 mil lugares, onde o republicano fará o anúncio. Ontem, assessores de McCain estavam distribuindo ingressos em vários Estados americanos e se ofereciam para transportar partidários até o local.McCain anunciará seu companheiro de chapa no dia em que completa 72 anos. Por isso, muitos apostam que o nomeado será um político mais jovem, embora preparado para assumir a presidência, caso seja necessário. De acordo com especialistas, Pawlenty é um jovem conservador que se encaixa nesse perfil. Romney, ex-executivo da consultoria Bain, traria à chapa experiência na área econômica, reconhecidamente um dos pontos fracos de McCain. Ele é também o preferido da ala conservadora do partido. O fato de Romney ser mórmon, contudo, assusta os evangélicos, base eleitoral importante dos republicanos. Além disso, McCain teve muitos atritos com Romney durante as primárias.Depois da gafe de McCain, que na semana passada não soube dizer quantas mansões possui, ter um multimilionário como companheiro de chapa não ajuda. "Se ele escolher Romney, que dupla! Trata-se de uma máquina de eliminar empregos. Não poderia haver uma chapa mais por fora da realidade", disse o estrategista de Obama, David Plouffe. Outro candidato bem cotado é Joe Lieberman. Amigo pessoal de McCain, ele tem visões bastante conservadoras em termos de segurança nacional, assim como o republicano. Lieberman seria muito eficiente para atrair os votos de eleitores independentes. No entanto, a escolha de um senador independente, que já foi um democrata e defende o direito ao aborto e os direitos homossexuais enfureceriam a base conservadora do partido. Karl Rove, estrategista republicano e eminência parda do governo Bush, teria ligado para McCain para tentar vetar Lieberman. Ontem, o jornal New York Times praticamente descartou o nome de Lieberman. O jornal informou que o republicano marcou um evento de campanha com seu vice para amanhã. Lieberman, que é judeu ortodoxo, não participa de eventos aos sábados.OS FAVORITOS DE MCCAIN Tim Pawlenty: Governador de Minnesota. Cancelou ontem todos os seus compromissos sem explicações, aumentando suspeitas de que seria o escolhido de McCain Mitt Romney: Ex-governador de Massachusetts. Ajudaria a atrair mais votos para McCain em Michigan, Estado-chave na eleição americana Joe Lieberman: Senador independente pelo Estado de Connecticut. Ex-democrata, concorreu como vice na chapa derrotada de Al Gore em 2000

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.