McVeigh é executado

Seis anos depois do ataque terrorista a bomba que deixou 168 mortos e centenas de feridos, Timothy McVeigh foi executado com uma injeção letal composta por três produtos químicos às 9 horas de hoje (horário de Brasília). McVeigh não pronunciou nenhuma palavra antes da execução, disseram as autoridades. Ex-soldado, 33 anos, ele estava amarrado e agonizou por cerca de 10 minutos após a injeção e morreu às 9h14. Ele é o primeiro preso executado pelo governo federal norte-americano nos últimos 38 anos. Dez familiares de vítimas do atentado, cinco pessoas próximas ao terrorista e dez jornalistas, cada grupo em salas distintas separadas pelo salão de execuções por um vidro, presenciaram a execução.Cerca de outras 300 pessoas, sobreviventes e parentes de pessoas que morreram na explosão testemunharam a execução por um circuito fechado de TV fora do prédio em que foi realizada a execução. Em um ato terrorista contra o governo norte-americano, McVeigh foi responsável pela explosão de uma bomba de mais de 3 quilos no edifício Murrah, em Oklahoma. Entre os 168 mortos estavam 19 crianças que estavam na creche do edifício no momento do atentado. Timothy McVeigh passou as últimas horas de vida numa conversa com seus advogados e recebendo as instruções finais para a execução.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.