McVeigh é levado para cela perto da sala da morte

Terre Haute, EUA O terrorista norte-americano Timothy McVeigh foi transferido hoje para uma cela próxima à câmara onde receberá, nesta segunda-feira, uma injeção com uma solução letal na penitenciária de Terre Haute, no Estado norte-americano de Indiana. De acordo com um comunicado da Agência Federal de Prisões, o terrorista de Oklahoma City cooperou e não houve incidentes durante a tranferência.McVeigh, de 33 anos, deve ser executado às 8 horas local (9 horas horário de Brasíia). Será o primeiro sentenciado a ser submetido à pena máxima pela justiça federal desde 1963. Os outros condenados à pena de morte no período foram sentenciados por sistemas judiciais estatais.Ontem, em Washington, foi apresentada uma apelação à Suprema Corte para que a gravação em vídeo da execução de McVeigh fosse autorizada, um recurso utilizado para retardar a aplicação da pena. O Departamento de Justiça se opôs à ação em um documento enviado à Suprema Corte ontem mesmo.Hoje, o secretário-geral da presidência, Andrew Card, disse que o governo esperava que não houvesse apelação de último momento. "Acreditamos que a sentença de McVeigh será cumprida. É uma tragédia terrível e ele é um indivíduo patético", afirmou.O advogado de McVeigh, Nathan Chambers, afirmou, depois de conversar com seu cliente: "Ele lamenta que tenham morrido 168 pessoas", mas que de seu ponto de vista, em busca de seu objetivo, "era necessário".McVeigh selecionou cinco pessoas para presenciarem sua execução. São eles: Lou Michel, um jornalista do Buffalo News; os advogados de defesa Rob Nigh e Nathan Chambers; Cate McCauley, uma colaboradora dos advogados; e o escritor Gore Vidal.Na sexta-feira, Vidal anunciou que não assistirá a execução. Funcionários do sistema penitenciário federal afirmaram que não será permitido a McVeigh selecionar um substituto porque a lista deve ser apresentada 30 dias antes da execução.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.