Andrew Milligan/Pool via REUTERS
Andrew Milligan/Pool via REUTERS

'Me chamem de Harry', diz príncipe em último evento oficial na realeza

Neto da rainha Elizabeth e sua esposa, Meghan, anunciaram que abdicarão de seus compromissos como membros da família real britânica

Russel Cheyne / Reuters, O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2020 | 11h27

EDIMBURGO - O príncipe Harry iniciou a última rodada de suas obrigações reais de maneira informal nesta quarta-feira, 26, deixando claro à plateia que ouvia seu discurso sobre viagens sustentáveis que deviam chamá-lo simplesmente de Harry.

O neto da rainha Elizabeth II e sua mulher, Meghan Markle, o duque e a duquesa de Sussex, anunciaram que abdicarão de seus compromissos como membros destacados da realeza britânica no mês que vem para passarem mais tempo na América do Norte. 

Harry não será mais identificado como Sua Alteza Real, mas continuará sendo príncipe. Mas antes do discurso desta quarta-feira em Edimburgo, a anfitriã do evento, Ayesha Hazarika, disse aos presentes: "Ele deixou claro que todos nós só devemos chamá-lo de Harry".

Harry e Meghan passaram várias semanas no Canadá com o filho, Archie, mas ele voltou ao Reino Unido na terça-feira, de acordo com a mídia local.

Na sexta-feira, ele deve visitar os estúdios de Abbey Road, no norte de Londres, onde os Beatles gravaram 11 de seus 13 discos, para se encontrar com o cantor Jon Bon Jovi e com o Coral dos Jogos Invictus, que estão gravando uma canção para uma iniciativa de caridade.

Na semana passada, ele e Meghan afirmaram que não usarão a palavra "real" em seus produtos, depois de semanas de conversas do casal com a família real sobre como o par se apresentará ao mundo no futuro.

Para Entender

Harry e Meghan: a história do casal que desafia a monarquia britânica

A história do príncipe Harry e de Meghan Markle começou como um conto de fadas, mas se tornou uma provação e o casal decidiu renunciar a suas funções reais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.