Mediador diz a Assad que diálogo é 'urgente'

Em encontro em Damasco com o ditador Bashar Assad, o enviado das Nações Unidas e da Liga Árabe para a crise síria, o argelino Lakhdar Brahimi, pediu "urgência" para iniciar um diálogo político entre as facções em conflito no país árabe. Segundo a TV estatal síria, Assad voltou a culpar "terroristas" pela violência. Brahimi fez um apelo pela retomada da negociação dentro da Síria. "A crise constitui uma ameaça tanto ao povo sírio quanto ao conjunto da região e do mundo", defendeu o enviado especial.

O Estado de S.Paulo

16 de setembro de 2012 | 03h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.