Médico da ONU morre por Ebola em hospital alemão onde era tratado

Médico da ONU morre por Ebola em hospital alemão onde era tratado

A vítima foi levada para a Alemanha na semana passada e era o terceiro paciente com a doença a ser tratado no país

REUTERS

14 de outubro de 2014 | 07h43

Um médico da ONU contaminado pelo Ebola enquanto trabalhava na Libéria morreu numa clínica em Leipzig, na Alemanha, onde estava sendo tratado, informou a instituição nesta terça-feira.

"O paciente doente com a febre do Ebola morreu durante a noite na Clínica St. Georg, em Leipzig. Apesar do intenso tratamento médico e o máximo esforço da equipe médica, o funcionário da ONU, de 56 anos, sucumbiu à grave doença infecciosa", disse.

O médico, não foi identificado, foi levado para a Alemanha na semana passada e era o terceiro paciente com Ebola a ser tratado no país.

(Reportagem de Stephen Brown)

Tudo o que sabemos sobre:
ONUMEDICOEBOLAMORRE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.