Médico de Michael Jackson pega 4 anos de prisão

Um juiz condenou Conrad Murray, o médico de Michael Jackson, ao máximo de quatro anos de prisão nesta terça-feira, três semanas depois de ele ter sido condenado pela morte do artista, em 2009. "Ele não tem absolutamente nenhum sentimento de remorso", disse o juiz Michael Pastor, depois de fazer um resumo mordaz do caso contra o médico de 58 anos, considerado culpado de homicídio involuntário. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.