Médico volta para os EUA com suspeita de ebola

Depois de ter tratado pacientes com ebola em Guiné, um médico norte-americano de 33 anos voltou para Nova York com suspeita de ter contraído a doença. Ele foi levado a um hospital na ilha de Manhattan nesta quinta-feira, após ter ligado para a polícia alegando que sentia febre.

Estadão Conteúdo

23 de outubro de 2014 | 17h58

O homem, cujo nome ainda não foi divulgado, foi posto em quarentena e está sendo observado. Enquanto não saem os resultados do exame, seu apartamento permanecerá fechado, para evitar qualquer tipo de contaminação.

Ele está internado no Bellevue Hospital Center, um dos oito hospitais do estado de Nova York designados para atender pacientes com suspeitas de ebola. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAebolasuspeitaGuinémédico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.