Médicos consideram McCain saudável para ser presidente dos EUA

Os médicos do candidatorepublicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, oconsideraram saudável o bastante para trabalhar comopresidente. A constatação foi feita mesmo com o histórico desaúde do senador, que já sofreu de um câncer de pele, póliposno cólon, pedras nos rins e tonturas. O político do Estado do Arizona, que faz 72 anos em agosto,e será, se eleito, o presidente mais velho a tomar posse em umprimeiro mandato, "desfruta de excelente saúde e mostra energiaextraordinária", disse seu médico doutor John Eckstein. "Não vejo nenhuma razão médica ou problemas que possamimpedir o senador McCain de cumprir seus deveres e obrigaçõescomo presidente dos Estados Unidos", disse em uma declaração. Os registros de saúde de McCain foram disponibilizados pelaMayo Clinic de Scottsdale a um pequeno número de jornalistas. Acampanha de McCain organizou a publicação para tentar dar fimàs recorrentes perguntas sobre a saúde e sobre a habilidade delidar com os rigores da presidência. Um resumo dos registros de saúde de McCain diz que ele nãotem problemas cardíacos e que ele consegue se exercitar em umnível alto no teste de esteira. McCain fumou dois maços decigarros por dia por 25 anos até parar em 1980. Os registros mostram que McCain tem dores crônicas no ombroe dores moderadas no joelho por lesões sofridas quando ele foiferido quando era piloto da marinha e quando passou 5 anos emeio como prisioneiro de guerra no Vietnã. O republicano ainda tem alguns problemas comuns de saúdecomo pólipos benignos no cólon que foram removidos e pedras nosrins. Recentemente, no dia 29 de março, McCain teve seispólipos removidos durante uma colonoscopia. Uma cirurgia importante em seu rosto removeu um melanoma em2000, um câncer de pele que pode ser mortal. A cirurgia deixouuma cicatriz notável e uma saliência na parte esquerda de seurosto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.