Médicos de Cristina são alvo de críticas

O estado de saúde da presidente Cristina Kirchner e o diagnóstico de um câncer que nunca existiu alimentam polêmicas na Argentina em meio às suspeitas sobre a competência da unidade médica presidencial. A notícia de que o diagnóstico inicial foi equivocado desencadeou um debate sobre se havia a necessidade da cirurgia à qual a presidente foi submetida e se houve manipulação da informação oficial. Líderes da oposição e imprensa cobram explicações sobre os diferentes diagnósticos e insinuam erro médico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.