Médicos recomendam a Cristina que evite noticiário

Os médicos que tratam a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, recomendaram a ela que evite acompanhar as notícias durante o período em que se recupera de uma cirurgia para a drenagem de um coágulo no crânio.

AE, Agência Estado

16 de outubro de 2013 | 17h09

Martin Insaurralde, candidato ao Congresso pelo campo kirchnerista, afirmou hoje a jornalistas que os médicos aconselharam Cristina a repousar e "evitar ler os jornais e acompanhar as notícias durante alguns dias". Segundo ele, a intenção dos médicos é evitar que Cristina passe por alguma situação estressante.

Cristina foi submetida no dia 8 à drenagem do coágulo. O hematoma craniano aparentemente foi causado por uma queda sofrida por Cristina enquanto recolhia os brinquedos de seu neto em 12 de agosto.

O período de repouso coincidirá com a campanha para as eleições legislativas na Argentina, marcadas para 27 de outubro. As mais recentes pesquisas de opinião indicam que o campo governista perderá terreno para a oposição. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ArgentinaCristina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.