Médicos tentam separar gêmeos siameses ligados pela cabeça

Uma equipe de médicos norte- americanos vai tentar separar dois irmãos siameses egípcios, que estão ligados pela cabeça, numa intervenção cirúrgica que começa hoje num hospital do Texas, segundo o jornal Dallas Morning News.Ahmed e Mohamed Ibrahim, que têm dois anos de idade, vivem em Dallas há 16 meses e são acompanhados pela equipe de cirurgiões há mais de um ano, refere o jornal. A operação, que deverá realizar-se no centro pediátrico de Dallas, vai mobilizar cerca de 40 cirurgiões, especialistas e enfermeiros.Os médicos afirmam que os cérebros das crianças são independentes, existindo contudo uma complexa rede de veias que têm de ser separadas uma a uma, segundo o jornal. A maior dificuldade é esperada no início da operação quando tiverem de dividir o largo reservatório de sangue que cerca os dois cérebros.Os cuidados oferecidos aos dois irmãos siameses e o custo da operação são sustentados por uma campanha de donativos. Se a operação for bem sucedida, as duas crianças ainda têm de passar vários meses em convalescença e aprender a viver separadamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.