Medo de seqüestro pode aumentar prejuízo das companhias aéreas

O sequestro dos quatro aviões utilizadas nesta terça-feira nos ataques terroristas nos Estados Unidos deve alterar a previsão dos resultados financeiros das empresas aéreas neste trimestre, que já não eram muito animadores.A previsão inicial era de que o prejuízo das companhias nos EUA totalizaria US$ 350 milhões, o que pode ficar pior a partir de agora.Para o analista do ABN Amro de Nova York, Raymond Neidl, a expectativa recai sobre as viagens de turismo, que vinham amenizando as perdas do setor nos últimos meses.Para ele, o turismo deve cair nos próximos meses com o medo de outros seqüestros, caso o s EUA entrem em conflito com grupos terroristas.Para o analista Jonathan Schrader, do Morningstar de Chicago, sua expectativa inicial de que as companhias aéreas perderiam entre US$ 3,5 bilhões e US$ 4 bilhões neste ano deverá ser acrescida de mais 10% ou 15%, principalmente por causa do medo que as pessoas terão de voar daqui para a frente.Ele acredita que as perdas podem continuar a aumentar no próximo ano, dependendo dos fatos que se desenrolarem nas semanas seguintes aos atentados terroristas.Para ambos os analistas, o preço do petróleo nos próximos meses também pode subir muito, principalmente se algum país árabe for atacado pelos EUA, o que pode aumentar ainda mais o prejuízo das companhias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.