Medvedev critica declaração de Putin sobre conflito líbio

Ataque a forças da Khadafi gera rara troca troca de farpas entre líderes russos.

BBC Brasil, BBC

22 de março de 2011 | 00h12

Presidente russo diz que declaração de premiê pode agravar a situação na Líbia

O presidente russo, Dmitry Medvedev, fez nesta segunda-feira uma rara crítica ao premiê Vladimir Putin por ter usado o termo cruzada para descrever a ação militar na Líbia.

"Creio que todos devam ser extremamente precisos em suas considerações (sobre o conflito líbio) e sob nenhuma hipótese deve-se usar palavras que poderiam levar ao choque de civilizações, como cruzadas e outros termos", afirmou Medvedev.

"Isso é inaceitável porque pode acabar agravando ainda mais o que está acontecendo atualmente."

Putin havia criticado a resolução do Conselho de Segurança da ONU autorizando o uso da força na Líbia, comparando-a ao "apelo medieval às Cruzadas". A Rússia optou por se abster na votação de quinta-feira.

Racha político

A troca de farpas entre Putin e Medvedev é o sinal mais claro até o momento de que pode haver um racha na liderança política da Rússia.

Medvedev era visto até então como um aliado de Putin, e espera-se que ele apoie a volta do ex-presidente ao comando nas eleições de 2012.

Segundo o correspondente da BBC em Moscou Steve Rosenberg, não está claro, no entanto se há uma racha político ou se a discussão reflete apenas dois novos papéis que ambos querem adotar, dentre de um mesmo time:

Medvedev sende o reformista bonzinho e Puting o homem duro da política externa russa.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.