Medvedev diz que pode buscar novo mandato em 2012

O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, disse hoje que poderia tentar um segundo mandato em 2012. Há no país a especulação de que seu antecessor, o hoje primeiro-ministro Vladimir Putin, estaria trabalhando para voltar à presidência.

AE, Agência Estado

24 de abril de 2010 | 15h54

Medvedev enfatizou, porém, que somente buscará a reeleição se for para prosseguir com a agenda lançada por Putin. O presidente russo concedeu entrevista ao jornal norueguês Aftenposten antes de sua visita à Noruega, na segunda-feira e na terça-feira. O texto foi transcrito no site do Kremlin.

"Se isso for necessário para meu país e para continuar o curso que foi tomado nos últimos anos - o período em que Vladimir Putin era chefe de Estado e quando eu tenho sido chefe de Estado - então eu não posso descartar nada, incluindo minha participação nessas eleições", afirmou.

Medvedev assumiu a presidência em 2008, após Putin ficar no poder o máximo possível pela Constituição russa, dois mandatos. Acredita-se, porém, que o hoje primeiro-ministro mantenha o poder de fato no país.

Em dezembro, Putin disse que "pensaria" sobre concorrer à presidência em 2012. A frase foi vista como um indício de que ele pretende retornar ao Kremlin. Putin ficou no poder entre 2000 e 2008.

Noruega

Ele também disse que é "absolutamente possível" que os dois países delineiem suas fronteiras marítimas no Mar de Barents.

A Rússia e a Noruega compartilham uma pequena fronteira terrestre no Ártico. Os dois países têm uma antiga disputa pelo controle da plataforma continental do Mar de Barents, uma área onde acredita-se que existam grandes riquezas energéticas.

"O mais importante é encontrar uma solução que atenda aos dois lados, e não com os lados desistindo de suas posições, mas por um caminho para se encontrar um compromisso razoável", afirmou Medvedev. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaeleiçõesMedvedev

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.