Medvedev quer bases em regiões separatistas

O presidente russo, Dmitri Medvedev, defendeu ontem a instalação de bases militares nas regiões separatistas georgianas da Abkházia e Ossétia do Sul. A medida poderá ampliar a presença russa na região, restrita desde setembro a 3,8 mil soldados em cada um dos territórios. Segundo Medvedev, as novas bases têm por objetivo garantir a proteção de abkházios e ossétios - aliados de Moscou - contra eventuais ataques da Geórgia. O ministro de Defesa da Rússia, Anatoli Serdyukov, afirmou ontem que o esforço georgiano para recompor sua capacidade militar "pode ter conseqüências mais graves do que vimos em agosto", referindo-se à guerra entre os dois países.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.