Medvedev: Ucrânia deve 'parar de matar' seus cidadãos

O primeiro-ministro da Rússia, Dmitry Medvedev, disse nesta sexta-feira que o governo interino da Ucrânia deve "parar de matar" os seus cidadãos, dizendo que o uso da força contra civis foi um sinal de "impotência criminal".

AE, Agência Estado

02 Maio 2014 | 12h53

"Quem está no poder na capital ucraniana deve ter consciência e deve para de matar os seus cidadãos. Caso contrário, o destino do país poderá vir a ser muito triste", escreveu Medvedev em seu perfil no Facebook.

"O uso da força no sudeste da Ucrânia é um sinal de impotência criminal dos governantes de fato de Kiev", escreveu o premiê russo. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
Ucrânia Rússia Operação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.