Megi perde força e vira tempestade tropical na China

Chuvas torrenciais atingiram neste domingo a costa sudeste da China por conta do tufão Megi, que, no entanto, foi rebaixado por autoridades chinesas para tempestade tropical. O Megi atingiu a costa chinesa ontem, depois de deixar um rastro de destruição nas Filipinas, onde provocou pelo menos 28 mortes, e em Taiwan, onde deslizamentos e inundações causaram a morte de 31 pessoas.

AE, Agência Estado

24 de outubro de 2010 | 12h15

Na China, não há relatos de mortos, mas 313,7 mil pessoas foram evacuadas dos vilarejos litorâneos. As autoridades ainda estão avaliando se é seguro os desabrigados retornarem às suas casas, segundo o centro de controle de enchentes da província de Fujian.

O Megi foi rebaixado ontem para tempestade tropical depois que se constatou a diminuição da intensidade de seus ventos. Hoje, o governo chinês cancelou o alerta de tufão no país. Na cidade de Zhangzhou, em Fujian, estima-se que a tempestade tenha causado danos de US$ 220 milhões, segundo o jornal Guangzhou.

Tudo o que sabemos sobre:
MegitufãotempestadeChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.