Meio-irmão de Bin Laden lança perfumes na Europa

Enquanto Osama bin Laden é procurado em todo os cantos do planeta e seu futuro é debatido nas salas de reuniões das nações mais poderosas do mundo, um de seus 54 meios-irmãos toma uma iniciativa no mínimo curiosa em Genebra: Yeslam bin Laden, que vive na Suíça, lançará uma marca de perfumes, em versões masculinas e femininas. O lançamento oficial do primeiro produto cosmético da família Bin Laden ocorre no dia 18, em uma feira em Cannes, na França. Yeslam afirma ter investido 500 mil euros (R$ 1,7 milhão) na elaboração da fragrância, a base de jasmim e narciso. O perfume irá chegar ao mercado europeu com um preço de 60 euros (R$ 190,00). Os jornais suíços contam que Yeslam bin Laden estava com uma estratégia pronta, no início de 2001, para lançar uma série de produtos de luxo com a marca "Bin Laden". Ele chegou a registrar a marca em vários países europeus e asiáticos e a linha incluía até mesmo roupas finas. Com os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001 contra os Estados Unidos, Yeslam foi obrigado a mudar de estratégia. Quando os atentados ocorreram, o meio-irmão de Osama bin Laden foi acusado de ser o mentor financeiro da rede terrorista, mas os suíços nunca encontraram qualquer prova de ligações entre os dois irmãos. Em 2001, Yeslam deu declarações de que não tinha contato com o terrorista há anos e que condenava os atos contra os Estados Unidos. Mas o perfume não levará mais o nome Bin Laden. Se chamará apenas Yeslam.

Agencia Estado,

14 Outubro 2004 | 16h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.