AP Photo/Andrew Harnik
AP Photo/Andrew Harnik

Melania Trump visita fronteira com o México

Diretora de comunicação do gabinete da primeira-dama afirmou que Melania quis ver de perto a situação das crianças separadas de suas famílias na fronteira dos EUA; mensagem em jaqueta da primeira-dama gera polêmica

O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2018 | 15h32

A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, fez nesta quinta-feira, 21, uma visita surpresa ao Estado do Texas, em meio à polêmica sobre a separação de crianças de famílias imigrantes. O próprio presidente Donald Trump anunciou à imprensa na Casa Branca que sua mulher realizaria a visita.

+ Trump recua e decreta que imigrantes ilegais e seus filhos sejam detidos juntos

Na cidade de McAllen, Melania visitou um abrigo para crianças migrantes administrado pela igreja luterana e planejava ir a um centro de processamento de migrantes da guarda de fronteira.

De acordo com informações do gabinete da primeira-dama, o abrigo visitado reúne atualmente cerca de 60 pessoas, com idades entre 5 e 17 anos, de Honduras e El Salvador.

Segundo a mesma fonte, apenas seis das crianças naquele local foram separadas de suas famílias após entrarem no território dos Estados Unidos.

Stephanie Grisham, diretora de comunicação do gabinete de Melania, indicou à imprensa que a ideia da visita havia sido da própria primeira-dama. "Ela nos pediu para que preparássemos a viagem porque queria ver a situação por si mesma", explicou.

Seguindo a política de "tolerância zero" anunciada em maio, o governo passou a prender e processar todos os adultos que entraram no país clandestinamente, e por isso passou a separar crianças e menores de idade, que foram então enviados para outros abrigos. Segundo dados oficiais, 2.342 crianças e menores estão nessa situação até o momento.

Jaqueta polêmica

A visita foi acompanhada de uma polêmica sobre a jaqueta que a primeira-dama escolheu para viajar. Na peça de roupa estaria a frase "I really don't care, do U?", que na tradução livre seria algo como "Eu realmente não me importo, você se importa?".

Depois que as fotos de Melania usando a jaqueta começaram a circular na internet, as pessoas rapidamente a compararam com um modelo vendido pela loja Zara, por US$ 39. Internautas se questionavam se se tratou de uma decisão impensada ou uma mensagem subliminar da primeira-dama, e se for, "para quem?". 

Trump saiu em defesa da mulher e tuitou que a roupa estampava, na verdade, uma mensagem para a “Fake News Media”.

Essa não é a primeira vez que Melania Trump espanta as pessoas com suas escolhas da moda: no ano passado, ela usou sapatos com salto agulha em visita a locais devastados pelo furacão Harvey. / AFP e W. Post 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.