Membro da Al-Qaeda foi morto na Somália

Insurgentes somalis afirmaram hoje que ataques aéreos dos Estados Unidos mataram uma autoridade do grupo fundamentalista islâmico Al-Qaeda que lutava contra eles na Somália. Um comunicado da fundação rebelde de mídia Al-Kataib, na noite de sábado, afirmou que três mísseis foram atirados de um veículo aéreo não tripulado, atingindo o carro de Bilal al-Berjawi, nos arredores de Mogadishu.

Agência Estado

22 de janeiro de 2012 | 10h34

Berjawi foi um cidadão libanês e britânico que cresceu na região oeste de Londres. Ele foi um parceiro próximo de um dos membros da Al-Qaeda mais procurados na África, Fazul Abdullah Mohammed, que coordenou os ataques com bombas nas embaixadas dos Estados Unidos no Quênia e na Tanzânia.

O ataque foi confirmado por uma autoridade dos Estados Unidos em Washington, que pediu para não ser identificada, pois não estava autorizada a falar com a imprensa. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SomáliaEUAAl-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.