IntelCenter/Reuters
IntelCenter/Reuters

Membro da Al-Qaeda preso no Paquistão não é americano

Autoridades haviam divulgado que terrorista detido era o porta-voz Adam Gadahn, nascido nos EUA

Associated Press,

08 de março de 2010 | 08h21

O americano detido pelas forças de segurança do Paquistão no domingo não é o porta-voz da rede terrorista Al-Qaeda, conforme suspeitavam as autoridades paquistanesas. O suspeito, identificado como Abu Yahya Majadin Adam, pertence à organização, mas não é Adam Gadahn, como havia sido divulgado antes. Não foram dados mais detalhes sobre o vínculo do detido com a Al-Qaeda.

 

A confusão sobre a identidade do detido começou com informações no site do FBI, no qual um homem bastante parecido com Majadin Adam é identificado como Adam Gadahn, o porta-voz de 31 anos da rede terrorista, que desde 2001 aparece em vários vídeos ameaçando o Ocidente.

 

"A semelhança também no nome provocou confusão inicialmente, mas depois ficou constatado que ele não era Gadahn. Mas ele se sente orgulhoso de fazer parte da rede", disse um agente da inteligência paquistanesa sob condição de anonimato. A embaixada dos EUA não recebeu nenhuma notícia sobre um americano preso no Paquistão.

VEJA TAMBÉM:
Especial: As franquias da Al-Qaeda
Perfil: O desafio de um líder em conflito
Entrevista: Iêmen é terreno fértil para radicalismo, diz ONU

 

Sobre a prisão do suposto porta-voz, o ministro do Interior, Rehman Malik, disse que "estrangeiros haviam sido capturados" e que havia pedido às agências de inteligência mais informações sobre suas identidades. Funcionários americanos não puderam verificar no domingo se o detido era Gadahn.

 

O Paquistão está sob uma grande pressão dos EUA para investir contra as lideranças insurgentes em seu território, principalmente a rede terrorista Al-Qaeda e a milícia Taleban, que age na região fronteiriça com o Afeganistão. No mês passado, as forças de segurança prenderam em Karachi o mulá Abdul Ghani Baradaral, número dois do Taleban afegão. Funcionários do governo disseram que outros líderes dos insurgentes foram capturados nos últimos meses.

Tudo o que sabemos sobre:
Al-QaedaPaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.