Membro de grupo ligado à Al-Qaeda é capturado pela Otan

Militante teria ajudado a financiar os ataques contra as tropas internacionais no Afeganistão

Agência Estado

07 de abril de 2012 | 10h37

CABUL - A Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) informou neste sábado, 7, que um membro de um grupo ligado à Al-Qaeda que ajudou a financiar os ataques contra as tropas afegãs e estrangeiras foi capturado no norte do país - o terceiro detido ou morto nas últimas duas semanas.

 

As forças afegãs e da Otan apreenderam o militante não identificado do Movimento Islâmico do Usbequistão (IMU, na sigla em inglês) durante um tiroteio na sexta-feira, no distrito de Almar, da província de Faryab. Embora seja um reduto do IMU, que atua no norte, a província é relativamente calma.

 

O movimento, que foi fundado em 1992, originalmente visava a estabelecer um estado islâmico no Usbequistão, que faz fronteira com a Afeganistão. Em 26 de março, o líder do grupo no Afeganistão, Makhdum Nusrat, foi morto por tropas afegãs e da coalizão. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Al-QaedaIMUAfeganistãoOtanterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.