Membro do BCE admite reestruturação da dívida grega

O membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE) e presidente do banco central da Bélgica, Luc Coene, disse acreditar que os governos da zona do euro terão de aceitar perdas com os empréstimos que forneceram para a Grécia.

ÁLVARO CAMPOS, Agência Estado

15 de novembro de 2012 | 16h49

A informação é do professor Gert Peersman, que participou de um debate com Coene na noite de quarta-feira na Ghent University. As declarações do banqueiro central, que tinham sido divulgadas pela imprensa belga, o tornam a maior autoridade europeia até o momento que admite ser necessário uma nova reestruturação da dívida grega, desta vez com a participação do setor público.

Segundo o jornal belga De Standaard, Coene também disse que "a Espanha precisa pedir um resgate internacional urgentemente". O Banco Nacional Belga afirmou que ele estava apenas dando suas opiniões e se recusou a fornecer mais detalhes sobre o assunto. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Europazona do euroGrécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.