Membro do governo provisório do Iraque ataca ocupação

Um membro do Conselho Governante do Iraque, grupo nomeado pelos EUA, condenou duramente a ocupação do país por tropas dos Estados Unidos. Abdel-Aziz al-Hakim, irmão do aiatolá Baqir al-Hakim, morto num atentado na última sexta-feira, exigiu que as forças estrangeiras deixem o país e as culpou pela falta de segurança que permitiu o ataque contra seu irmão.?As forças de ocupação são as principais responsáveis pelo sangue puro que foi derramado na sagrada Najaf?, disse Abdel-Aziz em seu discurso durante o funeral do irmão. ?O Iraque não deve permanecer ocupado, e a ocupação deve partir para que construamos um Iraque como Deus quer?.Mais cedo, a polícia teve que usar alto-falantes para pedir à multidão que se acotovelava nas ruas ao redor do santuário de Ali, onde ocorreu o atentado, para que o caminhão que carregava o esquife simbólico do aiatolá pudesse se aproximar. A despeito dos apelos, o caminhão não conseguiu entrar na rua. As autoridades lançaram jatos de água sobre a multidão, depois que alguns dos manifestantes desmaiaram de calor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.