Membros da Al-Qaeda estariam fugindo para o Paquistão

Membros da Al-Qaeda, organização do dissidente saudita Osama Bin Laden, estariam fugindo para o Paquistão, escapando dos ataques às montanhas de Tora Bora. Segundo um comandante local, uma oferta de rendição feita anteriormente por 300 militantes do grupo pode ter sido apenas uma forma que encontraram para ganharem tempo e conseguirem fugir das montanhas.Segundo a BBC, os militantes da rede Al-Qaeda estão deixando Tora Bora usando burros, em grupos de dois ou três. Não se sabe ainda ao certo quantos seguidores de Osama Bin Laden ainda estão em Tora Bora.Rendição - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Donald Rumsfeld, disse neste sábado que as forças aliadas continuam avançando na região, informando ainda que 50 combatentes da Al-Qaeda teriam se rendido.A Cruz Vermelha Internacional demonstrou preocupação em relação ao tratamento que vem sendo dado aos presos e admite que está com dificuldades para ter acesso a eles.De acordo com o general Tommy Franks, do Comando de Operações Militares dos Estados Unidos, que está na Flórida, há entre 300 e mil militantes da Al-Qaeda atuando nas montanhas de Tora Bora.Segundo um líder tribal afegão da região, identificado apenas como Ali, Osama Bin Landen estaria em uma das cavernas nas montanhas acompanhado por cerca de 200 seguidores.Mas o general Franks reconheceu a possibilidade de o dissidente saudita já ter fugido para o Paquistão.Testemunhas disseram que dois aviões B-52 bombardearam as montanhas de Tora Bora neste sábado.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.