Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
AP Photo/Virginia Mayo
AP Photo/Virginia Mayo

Membros da Otan apoiam EUA sobre morte de comandante iraniano, diz secretário

Stoltenberg também pediu uma diminuição das tensões, ecoando declarações de alguns líderes europeus

Redação, O Estado de S.Paulo

06 de janeiro de 2020 | 18h44

BRUXELAS - O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, disse nesta segunda-feira, 6, que todos os membros da aliança militar apoiam os Estados Unidos no Oriente Médio, depois que um ataque aéreo americano matou o comandante militar iraniano Qassim Suleimani.

Falando após uma rara reunião da Otan sobre o Irã e o Iraque, na qual os Estados Unidos informaram seus aliados sobre o ataque de drone realizado na sexta-feira, Stoltenberg também pediu uma diminuição das tensões, ecoando declarações de alguns líderes europeus.

“Estamos unidos em condenar o apoio do Irã a uma variedade de diferentes grupos terroristas”, disse Stoltenberg. “Na reunião de hoje, os aliados pediram contenção e redução da tensão. Um novo conflito não seria do interesse de ninguém. Portanto, o Irã deve se abster de mais violência e provocações." / REUTERS

Para Entender

Quem era Qassim Suleimani, general assassinado em ataque dos EUA

Militar conseguiu costurar importantes alianças dentro e fora do Oriente Médio

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.