Membros do Fatah e do Hamas morrem em confronto

Um miliciano das Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, do Fatah, e um agente da "força executiva" ou "auxiliar" do movimento islâmico Hamas morreram em choques armados no norte de Gaza, informaram nesta sexta-feira fontes palestinas.Outro membro da força do Hamas, subordinada ao Ministério do Interior da Autoridade Nacional Palestina (ANP), foi ferido e se encontra em estado crítico, segundo fontes médicas. Os confrontos aconteceram na noite de quinta-feira, no campo de refugiados de Jebalia. Um veículo 4x4 com efetivos da "força auxiliar" dos órgãos de segurança da ANP, a maioria do Fatah, leal ao presidente palestino, Mahmoud Abbas, foi atacado com uma carga explosiva ativada por controle remoto.Fontes do campo de refugiados de Jebalia, com cerca de 100 mil habitantes, informaram que o ataque deixou 10 feridos, entre eles três menores de idade.Também na madrugada desta sexta-feira, a casa do ministro de Assuntos Exteriores, Mahmoud Zahar, dirigente do Hamas, foi atacada a tiros. Na cidade cisjordaniana de Ramala, milicianos do Fatah atacaram escritórios de representantes do Canadá e Alemanha e causaram danos materiais.Segundo fontes do movimento nacionalista, os atacantes atiraram para protestar contra a Guarda Presidencial que protege Abbas, depois de serem expulsos de sua sede no edifício do governo, a Muqata, onde se protegiam do Exército israelense.Na madrugada desta sexta, o Exército israelense capturou sete palestinos procurados na Cisjordânia. Uma unidade foi atacada com armas de fogo na cidade de Jenin, sem sofrer baixas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.