MOHAMMED ABED/AFP
MOHAMMED ABED/AFP

Membros do Hamas são alvo de ataques em Gaza

Nenhum grupo se manifestou sobre a autoria das explosões, mas a suspeita recaiu sobre apoiadores do Estado Islâmico

O Estado de S. Paulo

19 de julho de 2015 | 11h21

Pelo menos quatro explosões atingiram a Cidade de Gaza na manhã deste domingo, tendo como alvo carros pertencentes a autoridades de facções islâmicas, incluindo governantes do território pertencentes ao Hamas. 

Ninguém reivindicou responsabilidade pelos ataques, mas a suspeita recaiu sobre apoiadores do grupo Estado Islâmico que vinham lutando contra o Hamas e outros grupos islâmicos na região. O Hamas lançou recentemente uma repressão feroz contra supostos apoiadores do EI, e testemunhas disseram que uma bandeira recém-pintada do grupo foi vista no local das explosões.

Os veículos carbonizados estavam estacionados do lado de fora das casas dos oficiais locais no bairro de Sheikh Radwan. Khader Mahmoud, uma testemunha de 32 anos, disse que as explosões ocorreram com segundos de diferença, logo após 6h (horário local).

Ayman Sahabani, do hospital Shifa, da Cidade de Gaza, disse que as explosões provocaram ferimentos leves em uma mulher e um homem, mas não informaram os nomes. O Ministério do Interior de Gaza, controlado pelo Hamas, afirmou que uma investigação havia sido iniciada.

Extremistas inspirados no grupo Estado Islâmico atacaram membros do Hamas em Gaza no passado e também dispararam foguetes contra Israel em uma tentativa de minar o Hamas por violar o acordo de cessar-fogo fechado após o conflito do ano passado. Os extremistas acreditam que o Hamas tem postura suave contra Israel e falhou em estabelecer a lei islâmica no território. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
GazaHamasEstado Islâmico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.