Membros do Parlamento Europeu recebem cartas-bomba

Duas cartas-bomba foram enviadas a membros conservadores do Parlamento Europeu nesta segunda-feira; um dos pacotes inflamou-se quando aberto por um assessor. Já são seis os explosivos enviados recentemente, pelo correio, a autoridades da União Européia. Também foi interceptado um terceiro pacote suspeito, endereçado a outro parlamentar.Ninguém se feriu quando a carta endereçada a Hans-Gert Poettering irrompeu em chamas. Ela e a outra carta-bomba conformada desta segunda-feira eram idênticas e foram postadas em 22 de dezembro em Bolonha, Itália, da onde se acredita que partiram outros quatro ataques do mesmo tipo, perpetrados nas últimas duas semanas. Nenhuam das cartas causou ferimentos.Investigaodores atribuem os ataques à ?Federação Anárquica Informal?, um grupo anarquista italiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.