Membros do partido de Blair não aprovam construção nuclear

Os parlamentares do partido primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, planejaram uma rebelião nesta quarta-feira, 14, contra a proposta da construção de um sistema de defesa de mísseis nucleares.Os protestos alegam que o projeto poderia fazer com que o Irã também esteja no direito de possuir tecnologia nuclear em seu país.Blair disse que o Reino Unido deve substituir sua frota de submarinos que possuem armas nucleares por conta das crescentes ameaças de regimes totalitários e grupos terroristas.Blair deve conseguir a aprovação de seu programa, que irá custar aos cofres britânicos pelo menos US$ 40 bilhões. No entanto, o primeiro-ministro só recebeu o apoio do Partido Conservador, sua oposição.Cerca de 100 parlamentares, sendo 60 do Partido Trabalhista, o mesmo de Blair, devem rejeitar a proposta. Este parlamentares dizem que o sistema de defesa não foi testado, posição sustentada pelo ex-líder soviético Mikhail Gorbachev.Dois membros do governo de Blair já se declararam em oposição a esta proposta. O Partido Trabalhista havia abandonado sua política de desarmamento nuclear nos anos 80, mas membros importantes coligação continuam pressionando o governo do Reino Unido a interromper projetos de arsenal nuclear.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.