Memes revelam ironia e lamentações com eleição de Trump

Eleição americana tomou conta das redes e deu origens às mais diversas montagens e brincadeiras

O Estado de S. Paulo

09 de novembro de 2016 | 20h22

As piadas, críticas, desilusão política e até indiferença em relação ao resultado das eleições dos EUA tomaram conta da rede com memes de todo o mundo entre ontem e hoje.

A foto do republicano Trump observando sua mulher, Melania, enquanto votava foi uma das mais replicadas e deu origens a piadas e provocações de que ele estaria vigiando a mulher para ela não votar na candidata democrata, Hillary Clinton.

Em outra foto que circulou na rede, uma caçamba de lixo pichada com os dizeres “urna de votação de Trump” não poupava o candidato republicano, que ganhou notoriedade ao dar declarações polêmicas e até preconceituosas.

Os dois candidatos também foram associados a vilões de filmes e séries em montagens que se espalharam durante a apuração, que durou toda a noite.

Com a divulgação do resultado as piadas e críticas deram lugar à surpresa dos internautas que não esperavam a vitória do republicano. 

Um gif com cenas de um filme de ficção com uma cidade devastada fazia referência ao “humor no Twitter”. 

Uma montagem com o título da série Orange is The New Black brincava com montagens lado a lado das fotos de Trump e Obama.

Desenhos. A famosa série de animação Os Simpsons também foi um dos assuntos mais falados pelo fato de terem “previsto”, em um episódio que foi ao ar há 16 anos, a vitória de Trump. 

Matt Groening, criador da série, disse a The Guardian, no mês passado, que Trump sempre foi visto por ele e sua equipe como a possibilidade mais absurda para o comando do país. Não faltaram também memes para falar sobre a desilusão, e até o choque com a vitória do republicano. Uma tirinha da Turma da Mônica na qual os personagens estão correndo e gritando “o que está acontecendo”, foi um dos memes que deu o que falar no Brasil.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.