Menina de 12 anos morre esfaqueada por colega no Japão

Uma menina de 11 anos levou uma colega da sexta série para uma sala de aula vazia na hora do lanche, cortou-lhe o pescoço e o braço com um estilete e deixou-a sangrar até a morte. A polícia identificou a vítima como Satomi Mitarai, de 12 anos.A menina acusada de cometer o crime foi detida para interrogatório logo depois de o incidente ter sido descoberto. O crime ocorreu na Escola Primária Okubo, na cidade de Sasebo, 980 quilômetros a sudoeste de Tóquio. O nome da agressora não foi revelado, em obediência à lei japonesa.A menina já estava morta quando equipes de emergência chegaram ao local. "Ela não respirava e seu coração já estava parado", lamentou Kazuyoshi Tominaga, um oficial do Corpo de Bombeiros de Sasebo. A agressora, identificada pela polícia apenas como "Menina A", chamou Mitarai no início da hora do lanche e a levou a uma sala de aula vazia.A professora das meninas notou que algo estava errado quando percebeu a ausência das duas, informou a emissora pública de televisão NHK. Pouco depois, a "Menina A" apareceu com manchas de sangue na pele e na roupa. A polícia informou que ela confessou o crime. Soluçando, ela admitiu: "Eu fiz uma coisa muito ruim."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.