Sergio Flores/The New York Times
Sergio Flores/The New York Times

Menina imigrante de 9 anos morre tentando cruzar o Rio Grande para os EUA

Patrulha de Fronteira no sul do Texas disse que seus agentes resgataram mais de 500 imigrantes que tentavam entrar ilegalmente no país desde outubro

The New York Times, O Estado de S.Paulo

26 de março de 2021 | 20h38

Uma menina imigrante de 9 anos morreu afogada enquanto tentava cruzar o Rio Grande, na fronteira do México com os Estados Unidos,  com sua família, de acordo com autoridades federais. Foi a primeira morte relatada de uma criança em uma nova onda de migração ao longo da fronteira sul.

Ao responderem a uma chamada de resgate, agentes da patrulha de fronteira dos EUA do Estado do Texas encontraram uma mãe e dois filhos, os três inconscientes, em uma ilha no rio que separa os dois países. Os agentes conseguiram ressuscitar a mãe e o filho mais novo, um menino de 3 anos.

A criança mais velha foi transferida para um hospital de emergência em Eagle Pass, Texas, mas permaneceu sem resposta e foi declarada morta em 20 de março, de acordo com um comunicado divulgado nesta sexta-feira, 26, pela agência federal de Alfândega e Proteção de Fronteiras. 

A mãe resgatada era guatemalteca e seus filhos eram ambos cidadãos mexicanos, segundo o comunicado.

Austin Skero, o chefe de patrulha do setor Del Rio da Patrulha de Fronteira no sul do Texas, disse que seus agentes resgataram mais de 500 imigrantes que tentavam entrar ilegalmente no país desde o início do atual ano fiscal, que começou em 1º de outubro.

Imigrantes desesperados enfrentam perigosas travessias de rios, oceanos e desertos para chegar aos Estados Unidos. Muitos morreram de insolação após se perderem nas terras remotas, acidentadas e áridas do Arizona.

Aqueles que cruzam o Rio Grande normalmente se movem sob o manto da escuridão. Muitos pagam às redes de contrabando centenas ou milhares de dólares para flutuar em boias infláveis, que costumam ser usados para prender adultos e crianças.

Em 2019, um pai e sua filha de El Salvador morreram enquanto tentavam cruzar o rio perto da cidade fronteiriça de Matamoros, no México. A foto do pai e sua filha de 23 meses deitados de bruços às margens do Rio Grande, a cabecinha enfiada dentro da camiseta dele, um braço pendurado no pescoço, chamou a atenção do mundo todo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.