Meninas que mataram por fama pegam 8 anos de prisão

Duas adolescentes espanholas que confessaram o assassinato de uma colega de classe "para saber como era e para ficarem famosas" foram sentenciadas hoje a oito anos de prisão em um centro de detenção juvenil.A sentença, o máximo permitido sob a nova lei espanhola sobre crimes juvenis, foi lida por um júri num tribunal da cidade sulista de Cadiz. O crime ocorreu em maio do ano passado na cidade vizinha de San Fernando, quando as duas jovens assassinas de 16 e 17 anos, espancaram até a morte Clara Garcia, de 16 anos.As duas atacantes, cujos nomes não foram divulgados por serem menores na época do crime, disseram à polícia que levaram Garcia a um terreno baldio e a persuadiram a tapar os olhos como parte de um jogo.As assassinas foram detidas no dia seguinte ao crime, depois que os pais de Garcia denunciaram o desaparecimento de sua filha e afirmaram que ela havia saído com as duas amigas. Segundo a polícia, as atacantes afirmaram que "queriam saber como era a experiência de matar alguém e queriam ficar famosas".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.