Reprodução/Tuva Online
Reprodução/Tuva Online

Menino de 3 anos sobrevive três dias sozinho na Sibéria

Deixado sozinho, ele foi atrás de seus cães que o levaram à uma floresta entre a tundra e as estepes povoadas por animais selvagens

O Estado de S. Paulo

23 de setembro de 2016 | 16h00

MOSCOU - Um menino de 3 anos russo que desapareceu na taiga da Sibéria foi encontrado três dias mais tarde, vivo e saudável, relataram a mídia da Rússia e o Ministério de Emergências.

Tserin sumiu de sua casa no vilarejo remoto de Tyva, no sul da Sibéria, no último fim de semana. Deixado sozinho, ele foi atrás de seus cães, que o levaram à taiga - uma floresta entre a tundra e as estepes povoada por animais selvagens, como ursos, lobos, linces e raposas.

Três dias de buscas de mais de 100 policiais e agentes de resgate, cães farejadores e um helicóptero não deram resultado. Mais tarde, o menino ouviu seu tio chamando e respondeu. Ele estava a poucos quilômetros de casa.

A primeira coisa que o menino pediu foi seu carrinho de brinquedo, disse um agente de resgate, de acordo com a mídia local.

Tserin provavelmente sobreviveu porque não entrou em pânico, teria dito um socorrista local. Seu primeiro gesto ao se ver perdido foi terminar o chocolate que trazia em um dos bolsos. Depois, ele se deitou em um local seco debaixo de uma árvore e adormeceu.

De forma bastante previsível, ele já foi apelidado de Mogli. / REUTERS 

Tudo o que sabemos sobre:
Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.