Menino de 9 anos burla segurança e pega vôos sem passagem

Um menino de 9 anos pôs em dúvida os sistemas de segurança nos aeroportos dos Estados Unidos após embarcar sem passagem em dois vôos. O garoto saiu do estado de Washington, no noroeste do país, e foi parar no Texas, na região sul.Burlar a vigilância dos aeroportos não foi a única peripécia de Semaj Booker. Antes, ele havia alcançado os 150 km/h, num carro roubado em Seattle (Washington), para escapar da polícia. A fuga foi motivada pela vontade de viver com seu avô, em Dallas (Texas)."Ele odiava morar aqui e procurava um modelo masculino", disse ao jornal "The Seattle Times" a sua mãe, uma mulher solteira, de 29 anos, que tem mais quatro filhos.A história de Semaj começou no domingo. Ele roubou um carro que tinha sido deixado com o motor ligado, em frente à casa de um vizinho. O veículo foi localizado pela Polícia numa estrada. Na perseguição, ele bateu numa árvore.Semaj escapou ileso. As autoridades do centro de detenção juvenil do condado de Pierce se recusaram a deter o menino, que enviaram de volta para casa."Pôr uma criança de 9 anos com as pessoas que estão nas nossas instalações não era recomendável", disse ao jornal Shelley Maluo, administradora do centro.O menino, no dia seguinte, voltou a desaparecer. Segundo a Polícia do condado, Semaj convenceu os funcionários da companhia aérea Southwest Airlines a permitirem o seu embarque num vôo para Phoenix, no estado do Arizona.Ele disse aos guardas que era o filho de um passageiro. Segundo Beth Harbin, porta-voz da Southwest Airlines, o menino disse ao pessoal do setor de embarque que tinha 12 anos e que sua mãe esperava por ele no avião.Em Phoenix, usou a mesma estratégia para embarcar em outro vôo, para San Antonio. Mas a terceira tentativa não deu resultado e ele foi detido antes de pegar o vôo para Dallas.Harbin informou que a companhia aérea está investigando o incidente e vai estudar mudanças para a identificação dos passageiros em seus escritórios nos aeroportos.Devido ao incidente, o legislador Norm Dicks pediu à Administração de Segurança no Transporte que determine exatamente como o menino conseguiu entrar nos aviões."Nos gastamos bilhões de dólares para garantir a segurança e um menino de 9 anos passa por ela", comentou George Behan, porta-voz do legislador.Semaj Booker está num centro de detenção infantil em San Antonio deverá ser entregue a seu avô no Texas, segundo fontes do condado de Pierce, em Washington, citadas pelo jornal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.