AFP PHOTO / Lillian Suwanrumpah
AFP PHOTO / Lillian Suwanrumpah

Meninos resgatados na Tailândia concluem ordenação budista

Onze crianças e seu técnico cumpriram dez dias de rituais religiosos dentro de templo budista em gratidão e homenagem a mergulhador morto durante resgate

O Estado de S.Paulo

04 Agosto 2018 | 05h08

MAE SAI, Tailândia - Onze das doze crianças presas em uma caverna por semanas no norte da Tailândia concluíram neste sábado, 4, a ordenação para se tornarem aprendizes de monges. Há dez dias, os meninos e seu técnico entraram no templo para integrar as cerimônias religiosas em agradecimento e gratidão pelo resgate.

Cerca de 300 pessoas aguardaram a saída das crianças, que receberam flores, comida e dinheiro do público como gesto de devoção religiosa.

No dia 25 de julho, as onze crianças e seu técnico entraram no templo Wat Phra That Doi Tung, localizado em Chiang Rai, província do norte da Tailândia, para iniciar a ordenação. Eles ouviram cândicos budistas e receberam mantos cor de açafrão durante a cerimônia, transmitida ao vivo pelas autoridades do país. No dia anterior, suas cabeças foram raspadas. O 12º menino preso na caverna não participou da ordenação por ser cristão.

A ordenação foi uma promessa feita pelo grupo caso fosse salvo da caverna e também uma homenagem ao mergulhador da marinha tailandesa Samarn Kunan, que morreu durante as operações de resgate.

As crianças entraram em uma caverna no norte da Tailândia no dia 23 de junho e ficaram presos enquanto exploravam o local. Eles sobreviveram por nove dias até serem encontrados por mergulhadores. //ASSOCIATED PRESS

Mais conteúdo sobre:
Tailândia [Ásia] caverna Budismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.