Menor brasileira teria participado de festas de Berlusconi

Informações de investigação obtidas por jornal italiano revelam escândalos do premiê da Itália

Efe

27 de janeiro de 2011 | 09h39

ROMA - Uma menor brasileira teria participado de festas dadas pelo primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, informa nesta quinta-feira, 27, o jornal italiano La Repubblica. As informações estão no segundo sumário de investigações sobre a vida particular do governante que a Promotoria de Milão enviou ao Parlamento.

 

A menor seria Iris Berardi, agora com 19 anos. A polícia italiana encontrou 40 mil euros e várias joias durante uma batida policial em sua casa.

 

As evidências de que a brasileira frequentava as festas do premiê foram encontradas em seu telefone celular, onde ficaram registradas cerca de 30 ligações à residência de Berlusconi em Arcore (próximo a Milão) e outra ao Porto Rotondo (Sardenha) em 2009, quando ela ainda era menor de idade, relata o jornal.

 

A Promotoria de Milão encontrou na agenda da garota o telefone de Berlusconi, oito horários marcados com o primeiro-ministro - ao qual chamava de "papa" - e uma lista de somas de dinheiro recebidas.

 

As 227 novas páginas de documentos sobre o caso Ruby que a Promotoria de Milão entregou nesta quarta-feira ao Parlamento italiano revelam os generosos presentes que as meninas que compareciam às festas de Silvio Berlusconi supostamente receberam do primeiro-ministro da Itália.

 

A imprensa italiana revela nesta quinta-feira parte do conteúdo desses novos documentos enviados à Câmara Baixa pela Promotoria de Milão para que autorize uma inspeção do escritório do contador de Berlusconi, de grande importância para o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.