Mensagem de Natal do papa aborda crise financeira

O papa Bento XVI disse em sua tradicional mensagem de Natal que o mundo caminhará para a ruína se o egoísmo for mais forte do que a solidariedade durante os tempos de crise para a economia mundial. A tradicional mensagem de Natal do papa, "Urbi et Orbi" - "para a cidade e para o mundo", em latim - geralmente aborda conflitos de todo o mundo, mas neste ano o sumo pontífice comentou também a respeito da deterioração da diminuição no crescimento da economia mundial.Bento XVI disse que a mensagem de Natal era direcionada a qualquer um que estivesse preocupado com a incerteza do futuro. "Que a luz do Natal brilhe e encoraje todas estas pessoas a cumprirem seu papel com um espírito de autêntica solidariedade", disse o papa. "Se as pessoas cuidarem apenas de seus interesses, o mundo certamente desmoronará."O papa dedicou parte de sua mensagem para a África, destacando o Zimbábue. Ele disse que a população do país "está presa há muito tempo em uma crise política e social que, infelizmente, continua piorando". Ele citou também a violência e as tensões no Oriente Médio e lamentou que "o horizonte para os israelenses e palestinos seja novamente ruim". Sem citar qualquer grupo em particular, o papa pediu fim aos conflitos que dividem etnias e criticou o terrorismo onde quer que ele ocorra.

AE-AP, Agencia Estado

25 de dezembro de 2008 | 14h43

Tudo o que sabemos sobre:
Bento XVIpapaNatalVaticano

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.